fbpx

Um brasileiro em New York City, USA

Blog da Oldcastle - Escola de Inglês em Barueri, Osasco e Alphaville

A experiência de pisar em território estrangeiro é uma daquelas coisas que valem totalmente a pena na vida. Seus horizontes se abrem e uma mente que se expande jamais volta ao seu tamanho original, como uma vez disse Einstein. Um desses lugares icônicos que valem cada centavo para visitar é Manhattan, em New York. Se você quer saber mais sobre o que há para se ver por lá e sobre como se sente um brasileiro gastando seu inglês na Big Apple (apelido de New York), embarque com a gente nessa leitura… Let’s go?

O melhor lugar para se hospedar em Manhattan é nos arredores do Central Park, pois além de ser uma localização privilegiada para conhecer a maior parte da ilha a pé, você ainda estará perto de um dos parques mais especiais do mundo, onde você vê esquilinhos correndo pra lá e pra cá, admira fontes e pontes incríveis e muita área verde com lagos maravilhosos (que são um espetáculo à parte no inverno, mas como tanto o frio quanto o calor costumam ser extremos em New York, o brasileiro aproveita muito melhor a viagem nos meses de maio ou setembro, quando as temperaturas são mais amenas).

Com um mapa na mão, é fácil se localizar por lá, pois a maioria das ruas tem nomes sequenciais de números (W. 50th, W. 51st, W. 52nd, etc., ou E. 50th, E. 51st, E. 52nd…). A única coisa que o brasileiro estranha na forma de localização deles é a indicação de W. (West) or E. (East) nos nomes de muitas ruas, mas logo se pega o jeito, descobrindo que West fica do lado direito do Central Park e East do lado esquerdo, descendo sentido à ponta da ilha, onde tem a famosa Staten Island, de onde saem as ferry boats (barcas) que levam as pessoas gratuitamente para a Statue of Liberty (Estátua da Liberdade).

Os dois museus mais imperdíveis de New York ficam encostados no Central Park: o Met (The Metropolitan Museum of Art) e o AMNH (American Museum of Natural History). No primeiro, você verá um acervo riquíssimo de mais de 5.000 anos de arte de todos os cantos do mundo, incluindo parte original de um templo egípcio que foi transportado das margens do Nilo até lá, além de peças e armaduras medievais, esculturas gregas e arte contemporânea, tendo, ainda, o prazer de admirar um belo Van Gogh. É passeio para um dia inteiro… em cada museu! O AMNH (Museu de História Natural), onde foi feito o filme Uma Noite No Museu, tem as mais incríveis coleções de animais desde a pré-história, em escala real, incluindo a imensa baleia azul, esqueletos de dinossauros com partes reais e artefatos de muitos povos, como os incas e astecas.

Utilizar o train (jeito informal com que se chama o metrô) também não é difícil, embora obter informações acerca da venda de tickets especiais, como o bilhete semanal (Unlimited MetroCard), ótimo para turistas, possa ser um desafio. Esses bilhetes são vendidos diretamente nas máquinas de autoatendimento do metrô, e a velocidade com que a atendente do guichê te explica isso e cita os passos que você precisará seguir na máquina para pegar o seu ticket é uma atração por si só.

Andar pelas ruas de Manhattan, experimentar o típico American breakfast, com panquecas e syrup (melado), ter a suprema vista da Lady Liberty (como é carinhosamente chamada a Estátua da Liberdade), fazer algumas comprinhas nas grandes lojas de departamento como a Macy’s e a Bloomingdale’s, reconhecendo um cenário de filme em cada esquina, são coisas que certamente ficarão para sempre na memória.

E há muito mais: a esplendorosa Saint Patrick’s Cathedral, a Grand Central Station, a magnífica vista de cima do Empire State Building à noite, a Times Square e o Hard Rock Café, a famosa The New York Public Library, o divertido Museu de Cera Madame Tussauds (pronuncia-se “Tussôds”) e, é claro, a Broadway!

New York é uma cidade turística e, como tal, é o lugar ideal para que você encontre pessoas de todas as partes do mundo, com os mais diferentes sotaques que você puder imaginar. Os nova-iorquinos típicos falam muito rápido, o que costuma pegar desprevenido o brasileiro com um inglês ainda não muito fluente e que ainda tenha o hábito de traduzir mentalmente tudo o que fala e ouve. Num café da manhã, o brasileiro costuma se espantar com a enorme variedade de opções no preparo de ovos, e levar um tempo para se conformar com o fato de que praticamente não há como encontrar arroz e feijão num restaurante por lá. Muita batata, pão de alho, carnes no molho barbecue e onion rings costumam ser as (deliciosas) opções no prato, e tudo é sempre servido em porções gigantes, assim como as pizzas e hambúrgueres.

Afie o inglês e faça as malas para conhecer o mundo!

See you soon!

Oldcastle School of English

Compartilhe

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on skype
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Você pode gostar

A oldcastle entrará em contato com você 🙂
Aqui você aprende!
Fale pelo Whatsapp

Unidade Barueri

(11) 98577-0076

Unidade Osasco

(11) 96848-3019

Unidade Alphaville

(11) 96848-3019

Fale pelo Telefone

Unidade Barueri

(11) 4326-4944

Unidade Osasco

(11) 3684-0387

Unidade Alphaville

(11) 96848-3019